quarta-feira, 24 de outubro de 2012

"A nossa liberdade é o que nos prende..."



Na nossa vida é necessário viver varias situações, perambular por diversos caminhos e sobreviver a diversos acontecimentos para de fato tentar se descobrir onde quer se chegar.  Sim o tempo nos faz viver muitas coisas, o tempo nos faz acreditar em coisas que muitas vezes parecem corretas no momento, mais que depois de algum tempo a gente realmente consegue enxergar qual o real sentido de tudo.

Percorri caminhos distantes, caminhos conflitantes pra hoje entender que tudo me fez ser diferente, tive que pagar muito caro o preço pelo que sentia, sofri, chorei, perdi dias tentando entender os porque de tudo,  me perdi no meio do caminho me equivocando em minhas próprias escolhas, quando perdi o chão e a cabeça não tive medo de mentir pra trazer o jogo de volta a meu favor,  desfiz algumas amizades pra tentar conseguir o que queria, hoje me arrependo de muita coisa que fiz, e sem medo de me omitir eu talvez não faria muito do que fiz.

Não me arrependo das minhas escolhas, não me arrependo dos tropeços, das brigas, da pressão que de algum modo eu fazia, eu estava perdido em um próprio universo que criei, e preso em uma falsa crença de que tudo poderia acontecer, e de que eu conseguiria conquistar o que eu queria.

Amar é errar, é doar-se demais, é fazer tudo para que a outra pessoa te note, amar é querer sempre estar ao lado de quem se ama e poder de algum modo cativar essa pessoa, isso tudo não é errado, primeiro amor é um sentimento verdadeiro, amor é um sentimento que além de ser verdadeiro é mais do que necessário ser recíproco, sem a reciprocidade nada acontece, o amor em si não é único, requer o envolvimento de duas pessoas e além de tudo o compartilhamento desse mesmo sentimento, ninguém ama sozinho, ninguém faz nada sozinho. Demorou pra entender esse principio básico, mais hoje além de entender coloquei em pratica essa vivencia.

Nada também é pra sempre, na vida tudo de algum modo é passageiro, seja ações que de algum modo viram consequências positivas ou negativas, ou seja sentimentos que te ferem e depois de algum tempo se transformam em ensinamentos ao qual vivenciamos e lembramos  ao longo do nosso trajeto.
Enfim é o tempo que ensina a gente a ser paciente, o tempo nos mostra os ensinamentos que devemos cultivar e colocar em pratica, o tempo cura todas as feridas e é o senhor de todas as ações.

Apaixonei-me em um primeiro olhar, lutei a cada dia, intensamente por um amor que acreditava que era meu complemento, senti um pulsar diferente quando lhe disse o quanto eu te amava, te abracei e sequei suas lagrimas quando você precisou, fiz coisas ruins também me enganando e te enganando, suportei calado dores, abandonei uma oportunidade e uma pessoa pra tentar encontrar a felicidade com você, tive uma grande oportunidade com você que há tempos depois descobri que tive e não soube aproveitar, me culpo por não ter enxergado essa oportunidade, talvez pudesse ter sido diferente nesse ponto, talvez seja um adjetivo futuro tanto para o sim quanto para o não.

Não sei mais como complementar esse pensamento, fiquei triste, agora to conformado, parei de pensar em nós há muito tempo, por conta dos compromissos diários e por conta da falta de resposta de sua parte, por isso cito que ser recíproco tanto para o sim quanto para o não é de vital importância pra qualquer pessoa em qualquer situação, mais enfim eu vivi o que tinha que viver com você, hoje traço pra minha vida não me alimentar mais de ilusão, não criar falsas esperanças em torno de qualquer situação, a vida tá me ensinando a viver mais cada dia, dar um passo de cada vez, ter um rumo traçado e ir caminhando sem ter pressa, ir conquistando meus ideais com foco, forço, fé e determinação, sem temer os obstáculos que atrapalham o caminho, lutar e valorizar os próprios esforços são atitudes mais do que nobres e que nos tornam grandes pessoas.

SE EM UM PASSADO A GENTE FOI FELIZ, QUE ESSE SEMPRE SEJA UM GRANDE MOTIVO PRA SORRIR...

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Na Estrada...

Estou aqui refugiado
Mais do que trancado
Sob o vai e vem das luzes
Dos carros que por aqui passam

Existem dias que o vento
Assopra mais forte
E nos faz refletir mais
Sob as contradições do mundo

Aqui imerso sob a escuridão
A única coisa que sinto é um vazio
Algo que vai corroendo por dentro
Parece um cadeado que trancafia tudo e prende

Olhando a frente não dá
Pra se enxergar claramente
Tudo esta escuro
As faixas indicam prossiga

O silencio predominante, transparece paz física
Mais o conflito é mental
Contradições, ilusões e algumas decepções

De repente uma curva
O caminho muda a direção
Novos rumos, novas metas, outro destino
Mais o que não muda é a luz e o prossiga

Ponto final, destino final
Mais a prisão é a mesma
Mais agora eu enxergo a luz
Vou seguir, pois há tanta vida lá fora