sábado, 28 de abril de 2012

"Dá onde vem o tiro ? "

"Engraçado que essa semana indo pra faculdade me encontrava dentro da van, com meu notebook no colo comecei justamente a pensar em uma postagem que falasse sobre impunidade, sobre justiça, sobre lutar pelos seus direitos e cumprir seus deveres, depois de ouvir a música O Calibre, dos Paralamas do Sucesso senti um anseio sobre abordar mais a parte social e politica. Eis que hoje me acontece um fato inusitado que veio despertar essa minha opressão com relação a esses assuntos.

Como em qualquer dia comum fui trabalhar e estacionei meu carro em frente ao meu serviço, já existe um problema lá com relação á precariedade de estacionamento, após cumprir meu turno normal me dirigi ao meu carro para voltar pra casa, e quando olha a lateral constato que uma calota estava jogada ao chão, estranhei e fui verificar, de inicio achei normal pois imaginei que havia encostado a roda na sarjeta. Quando adentro ao meu veículo notei que o porta luvas estava todo revirado e com meus cds todos esparramados pelo assento, de imediato constato que roubaram tanto o tape do som quanto seu display que eu sempre removo e guardo na caixinha. Minha primeira reação foi de espanto, fiquei perplexo quando vi que de fato que era um roubo, quando olho pro assoalho vejo que minha bolsa com minha carteira e algumas roupas havia sido roubada também, no momento fiquei sem reação e me preocupei com minhas contas bancárias. Me dirigi aos seguranças da empresa e relatei o fato, fui orientado a me locomover á um Distrito Policial.

Em meio a essa confusão de reações e sentimentos, muita coisa se passou na minha cabeça, e de fato me mantive extremamente calmo na situação, a todo fiquei pensando como não levaram o carro, talvez meu santo forte tenha me protegido nesse momento. Mais pra fechar esse fato, chegando em casa consegui contato com as agências bancárias e o bloqueio dos mesmos cartões roubados, pós isso me dirigi á delegacia e fiz um Boletim de Ocorrência, por fim fiz tudo com calma e cumpri com as obrigações que a situação me requeria.

No meu caminho de volta a todo momento tentei achar vilões, culpados e chegar á um desfecho dessa situação, por fim consegui achar uma excelente conclusão que não ferisse meus valores e que demonstrasse a realidade que vivemos.

Nessa situação exemino a culpas dos ladrões, eles não tem culpa de viver em um país onde a prioridade não é a saúde, a educação, o trabalho, a moradia, entre outros, a prioridade desse país é criar STATUS, é encher a  merda do bolso de um monte de vagabundos farsantes no Congresso Nacional, lugar ao qual eu acho que é um chiqueiro, me enojo de qualquer tipo de politica, não gosto de me envolver nesse mundo, não tolero o perfil nem o status de qualquer filho da puta com nomenclatura partidária.

Pensando melhor em tudo, esses ladrões só fizeram o que lhe competiam fazer, talvez roubaram por alguma NECESSIDADE, seja ela qual for, NECESSIDADE uma palavra bonita pra se trabalhar e se refletir, NECESSIDADE uma ação composta por uma reação, situação que o nosso país vive.  A NECESSIDADE dos cidadãos de bem que se fodem nesse país nunca é ouvida, nunca é aclamada, nunca ninguém tá nem ai com quem de fato merece maior atenção, a única necessidade que existe no país é a NECESSIDADE PARTIDÁRIA, A NECESSIDADE DE CORRUPTOS IMPUNES ENXEREM SEUS BOLSOS COM DINHEIRO DOS OUTROS, A NECESSIDADE DE ALIMENTAREM SEU EGO E VEREM O PÁIS ENTRAR EM COLAPSO, e não estar nem aí.

BRASIL, MEU BRASIL, tenho pena da nossa população, pois todos somos fracos, sabemos qual nossa situação, sabemos que somos enganados, sabemos que roubam de nós, sabemos que pagamos taxas absurdas, impostos que não condizem com nossa realidade, mais o que fazemos, o que fazermos ?

NADA !!!!!!

Literalmente cruzamos nossos braços e ficamos sentados conformados com tudo o que vivemos, meu "DEUS do céu ", porque as pessoas são assim ? Porque nos conformamos, porque aceitamos tudo o que nos é imposto,  a lavagem cerebral tá sendo feita, o objetivo do sistema tá sendo executado, e NINGUÉM, salvo excessão a poucos que enxergam isso, BRASIL ACORDA PORRA, ACORDA E ABRE O OLHO,  VAI PRA LUTA, VAMOS DERRUBAR ESSES CORRUPTOS DO PODER, VAMOS TER OPINIÃO PRÓPRIA, VAMOS SER LIVRES, VAMOS VIVER E FAZER O QUE QUISERMOS NESSE PAÍS.

Minha indignação é tamanha com todo esse fato, mais somos imbecis, só reagimos quando somos roubados, quando nossos entes queridos são mortos de forma bruta e ninguém paga por isso, reagimos quando qualquer coisa que afete de modo direto nossa pessoa acontece, infelizmente somos assim. Não verneramos, não se importamos, não fazemos rebeliões, não vamos a rua protestar, não fazemos nada pra mudar o ambiente em que vivemos, somos um povo reprimido, um povo medroso, um povo de fato "CAGÃO", engolimos a cego o que os governantes nos impõem, temos medo de lutar, medo de expressar nossa opinião verdadeira, quando nos posicinamos tentamos agradar os outros, PORRA BRASIL, porque ser assim ?

Não tenho medo que ninguém de qualquer tipo de Polícia, qualquer tipo de Represão, qualquer tipo de Censura venha me reeprimir, eu quero mais é que fodam-se.

Descrevendo tudo que descrevi não dá pra culpar 2 ladrões que roubaram meu carro, somos roubados por vários politicos todos os dias e não protestamos, não fazemos ocorrência, não se importamos, até o ponto que nos atinge.

Sinceramente a cada dia que passa vou me decepcionando mais com politica e com pessoas sem caráter e sem moral, mais enfim o Poder tá em nossas mãos mais uma vez, e nós os inocentes não saberemos usar do mesmo como sempre fazemos..."

DA ONDE VEM O TIRO !!!!!

terça-feira, 24 de abril de 2012

De corpo e alma...

Depois de muito tempo paramos para nos analisar e ver as mudanças que sofremos ao longo do tempo, fazemos uma autocritica sobre nós e vivenciando muitas situações pela qual já passamos e passando novamente por elas escolhemos outros caminhos. Além dessas situações em uma simples conversa entramos com outro pensamento, com uma outro modo de pensar, com um novo desfecho, sim as pessoas mudam não só pela necessidade de mudar, mais também por se adaptar a uma nova realidade, a um novo modo de viver com outras pessoas, mudanças um tema que sempre tento abordar aqui nesse espaço.

Com o passar desses meses e com a ausência de uma pessoa que julgava ser de extrema importância pra mim, consegui me autodesenvolver de uma maneira diferente, não fiquei remoendo histórias do passado, apesar de muitas vezes olhar algumas fotos que me remetessem a ele, não fiquei me maltrantando por não ter o que eu queria, pelo contrário, pude com tranquilidade parar e pensar em tudo o que me aconteceu, coisa á qual em toda a história eu não conseguia fazer, cheguei a uma conclusão de que tudo o que eu poderia ter feito eu fiz, tudo o que eu abracei, consegui enfrentar, e além disso perdi muito minha ideologia e me deixei desapegar dos meus valores,  coisa pela qual sempre prezei, "NUNCA FERIR MEUS VALORES".

Sim, ao final dessa minha análise eu vi que sempre tentava culpar alguém pelas coisas não darem certo, e que esse alguém era eu mesmo, carregava sempre comigo a culpa, o medo e o receio de não ter ao meu lado meu grande amor, sou do tipo que confio desconfiando, do tipo que não gosto de expôr meu sentimentos e compartilha-los com ninguém, me blindo e sempre tento me fazer forte em todas as situações, mais chegou á um ponto que eu tive que escolher entre Eu, um cara que sempre perseverou em sua escolhas, que apesar de se fechar e não compartilhar sentimentos com ninguém sempre esteve em pé, ou ficar se torturando por um sentimento que não estava valendo mais a pena, ficar pensando em uma pessoa que não deu o mínimo valor ao seu amor, que tê via de uma maneira á qual você não gostava e não entendia, sim são muitas questões, muita dor á qual consegui estancar e cura-las.

Quando finalmente descobri que não havia culpados, não havia vencedores e perdedores, quando realmente descobri meu real valor, me vi em meio á um novo ambiente, ao qual eu poderia ser quem eu quisesse, pude conhecer novas pessoas, novas culturas e nesse meio as pessoas não se interessavam pelo meu passado, isso foi me fortalecendo cada dia mais, talvez isso que foi um fator importante na minha nova reconstrução tanto mental quanto espiritual. Com o passar dos dias fui esquecendo certas coisas do meu passado, coisas que me traziam dor, que me faziam ter ira, que ia me fazendo se tornar uma pessoa repetitiva e insuportável.

Em um certo dia resolvi sair por ai, peguei meu violão, minha câmera, liguei pra um amigo e o chamei pra irmos á algum lugar filmar, tava inundado de energia positiva, irradiado de sentimentos bons, em um estalo lá estava eu em frente á uma capela filmando meu clipe de "Sem Direção", uma música que sempre quando canto considero como se fosse um recomeço por sua simples letra:

Cada caminho me leva sem saber se existe um lugar melhor
Por um caminho eu ando sem saber se existe um amanhã
Pode ser que o tempo passe pra nós dois
Pode ser que eu acorde bem depois
Mais vou na certeza de que tudo vai mudar
Cada caminho me leva sem saber o que eu também não consigo entender
Por um caminho eu vou sem direção caminhando rumo á solidão


Nesse meu recomeço eu precisava muito disso, seguir um caminho sozinho que me levasse á qualquer lugar que me fosse melhor, qualquer lugar que me libertasse de um amor reprimido, de um amor que não tava me fazendo bem,  e eu tinha certeza que o amanhã e esse tempo que eu precisava iam me refazer, iam me fortalecer acima de tudo pra enfrentar a situação que fosse, e foi assim mesmo que aconteceu.

Me recordo desse dia com muita alegria, pois conseguia entender meu real valor, consegui entender que pra gente ser feliz a gente não precisa vestir máscaras e moldar sentimentos, que um amor quando é verdadeiro ele dura o tempo que for necessário, que amor a gente não implora, não cobra, não insiste, amor a gente sente, amor é recíproco. Na semana dessa conclusão participando de um momento de adoração á Deus com meus amigos, em determinado momento eu chorei e implorei pra Deus me livrar de todo esse sentimento ruim que eu tava sentindo, sentimento de falta de compaixão, sentimento de culpa, sentimento de me torturar por não ser correspondido pela pessoa que eu amava,  enfim aclamei com todo meu fervor a Deus, e eis que com o passar dos dias ele vai agindo em minha vida e aos poucos vai curando todas as minhas angústias e de vez faz eu esquecer esse amor não correspondido.

Passado algum tempo voltei a conversar com essa pesssoa, e ela continua igual, enquanto eu percorri um mundo, ganhei experiência, paguei o preço por coisas que eu não vivi, sobrevivi em meio á muita coisa, ela estava ali estática a tudo,  sei que cada um vive uma evolução, cada um vive uma mudança, e eu sempre torço e rezo pra que ela encontre a sua mudança, que comece a se refazer das coisas que lhe fazem ou fizeram mal, de um modo ou de outro eu ainda tenho a esperança de que ela me enxergue do modo que eu enxergava, espero que ela sinta coisas que eu senti e que a engrandeça acima de tudo.

Eu sou realista, tô cultivando meus valores e vivenciando cada dia mais coisas novas e que me fazem amadurecer cada vez mais, só sei que hoje eu estou feliz por ser LIVRE, por poder VOAR pra onde eu quero e pra poder gostar ou sentir afeto por quem quiser.

Não vim aqui pra me engrandecer, minha única mensagem é que não importa o que você sentir, não importa o desespero e a dor que você vive, tudo é passivo de mudança e o amanhã existe sim e se você tiver coragem de enfrentar o hoje, amanhã será um novo dia e você perceberá que o lado bom da guerra, é que você sai dela mais forte, sai dela com uma nova vontade de vivenciar as coisas boas, e dá maior valor a tudo, e acima de tudo aprende com os erros.

Por fim: 

Você precisa confiar em si mesmo, ainda que todos duvidem, ainda que todos desdenhem, ainda que até a pessoa que você mais ama não seja capaz de confiar.