sexta-feira, 25 de novembro de 2011

"Se eu me sinto diferente, já não me importa a dor..."


“Muitas das vezes a gente insiste em tentar mudar e cobrar mudanças, mais eis que só ficamos no dialogo e nunca de fato mudamos, ao enxergarmos coisas que não queremos enxergar ou descobrir coisas que não nos agradam, enfim resolvemos mudar, enfim resolvemos parar de discursar feito um político falastrão e de fato aceitamos a verdade da vida e convivemos com o peso da dor.

Diversas vezes me peguei preso a essa mudança que de fato nunca vinha, mais a mudança não é eu querer mudar hoje e ter o resultado amanhã, a mudança também não é só física, o psicológico e a questão paciência estão em jogo, aprender a trabalhar as situações, aprender a ter calma, a não se iludir com verdades instantâneas, todo esse contexto faz parte dessa realidade.

Estou tentando me desapegar de fotos, histórias, convívios, pessoas, tudo o que não me fez bem, não está sendo fácil, essa dor é grande, mais se de fato quero a mudança que tanto necessito tenho que aprender a ser forte, indestrutível e ter foco nos meus objetivos, não quero ser o mesmo que eu era, conquistei muitas coisas com minha personalidade, não posso dizer que não era feliz, mais as maiores dores também foi mantendo o perfil que tenho, mais hoje de fato me vejo na hora de mudar de vez.”


Talvez eu seja mesmo um cara um pouco estranho difícil de aceitar, difícil de entender...

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

"Quem é de verdade sabe quem é de mentira."

"Amigos e meros leitores que frequentam aqui esse espaço, hoje vou dedicar essa postagem á releitura da redação que fiz no Vestibular do ISCA ao qual fui selecionado, o tema proposto foi o seguinte: "As relações Humanas transformadas pelas novas tecnologias de comunicação."

Eis a redação:

"Me recordo de alguns anos atrás onde qualquer lugar que fossemos existia aquele conglomerado de jovens, querendo apenas se divertir, paquerar algumas garotas ou simplesmente conhecer novas pessoas, eis o final da década de 90 e início dos anos 2000, a década da Revolução Tecnológica. Hoje esse mundo é meramente ilusório já que as redes sociais fazem tudo isso e vão além.

Quem não se recorda dos tempos de escola onde todos adoravam quando professores passavam os trabalhos em grupo, pois os mesmos proporcionavam se reunir com seus amigos e além de estudar isso sempre virava aquela maior bagunça e proporcionava uma tremenda diversão além da valorização da amizade, mais nos tempos atuais esses encontros se limitam e se restringem a uma janela de messenger (programa onde o usúario troca mensagens com o outro em tempo real), é simples o pessoal divide o trabalho e cada um vai enviando informações aos outros e finalizam com um apanhado de tudo, nem revisam porque ao longo desse processo a dispersão com o programa gera a falta de atenção, mais cadê aquela emoção de estar junto com a pessoa !?

Hoje é essa a imagem que a internet e suas variáveis trasmitem, muitos estão esquecendo os simples valores e aos poucos vão se transformando em cidadãos dependentes dessa técnologia alienada, agora é comum chamar um amigo pra sair via Twitter, Orkut, Facebook, sim esquecemos que antigamente o telefone era esse elo intercessor, Grham Bell está sendo derrotado por Bill Gaytes.

Uma ferramenta que tinha como propósito inicial proporcionar conhecimento e diversão hoje forma viciados que passam horas e horas sem sair de casa em frente á uma tela de computador, pessoas que só se preocupam com seu "Status" e cuidam mais da sua vida "Online" do que de sua vida no mundo Real, mais infelizmente sabemos que novas tecnologias irão surgir e o "Status" será a doutrina que unirá ou diferenciará as novas classes sociais.

Um dia ou não alguém olhará pro passado e se lembrará de como era bom ter os amigos ao redor e não somente conversar com alguém que não demonstra os sentimentos e apenas o digita-os."

Meus Comentários:

Sim, infelizmente é essa a cara dos jovens de agora, muitos deixam de fazer as coisas ou vivenciar algum momento porque está mais preocupado em cuidar da sua imagem no Facebook ou em qualquer outro lugar, antigamente viamos jovens preocupados em manter sua estética pra sair e ver os amigos e tal, hoje vemos jovens preocupados em manter sua estética nas fotos pro pefil ficar legal, um xaveco antigamente era um ato de coragem e o cara se gabava na frente dos amigos quando chegava naquela menininha que todos curtiam, agora é só papo de pedreiro no msn, a cada segundo esse Don Juan adiciona uma menina nova e xaveca 5 ao mesmo tempo, e pra finalizar o Amor antigamente não era tão compartilhado como é hoje, hoje existem amores falsos, amores do tipo: "Eu te amo hoje e fica comigo" e se não der certo " Ah, que se foda eu amo outra mesmo", cadê aquela valorização do amor que antigamente era mais foda, hoje mandar S2 que forma um coração é facil, dificil é sentir com o coração que bate de verdade tudo isso.

Hoje somos alienados e dependentes desse Sistema de Redes Sociais, só me preocupo com as futuras gerações, se hj existe essa alopração exacerbada como será no futuro, feliz de quem se tornar terâpeuta e psicologo..."