sábado, 30 de abril de 2011

"Pé na Estrada 1..."

video

"Nesse Primeiro Episódio do Pé Na Estrada  fiz uma viagem pra Campinas, e mostrei um poquinho de como é a vida de um irmão que mora sozinho, na parte de Cotidiano dei uma amostra de como é a arrumação de uma mala e a trilha sonora ficou a cargo de bandas fodas..."


Meu agradecimento ao Youtube que barrou os Direitos Autorais das Músicas e não liberou a postagem...

Energias Positivas e Equilibrio Constante a todos !

quinta-feira, 28 de abril de 2011

"Nádegas á declarar..."

"Literalmente estou cagando e andando pra quem fala mal de mim e não gosta da minha pessoa, vida longa aos meus inimigos..."

 #LiberdadedeExpressão

sexta-feira, 15 de abril de 2011

"Amor distante e real..."

Esse poeminha surgiu 2 dias antes de ir pra Descalvado ano passado fazer o show que descrevi no post abaixo, é simples, sincero e traduzia um pouco do amor que sentia por uma pessoa naquela época, aqueles versos inda valem e fazem sentido hoje:

Quando o amor é verdadeiro
A distância não importa
O importante é sentir o amor
E pensar na pessoa amada

Viva cada momento 
Sem se preocupar com o amanhã
Diga eu te amo !
E não deixe seu amor escapar

Energias Positivas e Equilíbrio Constante sempre...

segunda-feira, 11 de abril de 2011

"Há 1 ano..."

"Exatamente no dia 11 de Abril de 2010, vivia um momento importante em minha vida, um momento onde pelo qual achei que iria me dar um norte e fazer eu viver do que mais queria, me sentia muito realizado e feliz por ter percorrido um caminho e chegado até onde eu queria.

Há exatos 1 ano fazia meu primeiro show com o Roquenautas em um clube de Descalvado pra um galera de mais ou menos 200 pessoas.

Sempre tive a vontade de ser músico, quando ingressei no Coral do Baruto em 2008 fui motivado por conhecer uma pessoa e sustentar uma paixão, mais no meio do caminho minha paixão se tornou a música, ali surgiu a pessoa do Miguel que me levou ao meu primeiro teste como vocalista, depois de um ensaio meio tímido com o H6-12 fui desafiado a continuar e a melhorar meu dom, pois integrara aquela banda. Depois de um tempo e tocando em aniversários e muitos ensaios, sai da banda sem motivação e com uma vontade enorme de prosseguir em outro caminho.

Após isso tentei formar uma banda com meu irmão Dúh Devequi, no começo a vibe foi rolando tocavamos músicas católicas, conseguimos mais dois amigos que se juntaram a nós o Tico que se tornaria mais que um irmão e o Murilo, o tempo foi passando e muitos ensaios depois e com o Tico resolvemos sair e abraçar uma coisa maior.

Ingressamos na desastrosa banda Fênix IX juntamente com alguns ex Lunares, André Nonaka, Pedrão Mellone e Léo Feltrin além da Viih que faria o vocal feminino, um ensaio e muitas confusões depois a banda se foi sem deixar rastros.

Após um tempo minha vontade de ter um futuro com alguma banda ia aumentando e eis que surge o Kadú no fim de dezembro de 2009 e me convida a ingressar em uma banda que faria cover do Detonautas, na hora não hesitei, aceitei seu convite e pensei em um novo recomeço. Começamos os ensaios, me lembro que no primeiro ensaio conhecerá o Will e o Lucas, que mudariam pra sempre minha vida, e ainda tinha o Anderson fazendo uma função no baixo, nesse primeiro ensaio tocamos algumas músicas do Detonautas registramos em video e tiramos algumas fotos, a nossa energia estava a milhão e eu tinha certeza que dessa vez iria dar certo.

Com a saida do Anderson passamos o Will pro baixo e de imediato pensei na entrada do Tico como guitarrista base, no mesmo dia dessa decisão ligamos pro Tico e 12 horas depois estavamos com o time completo e ensaiando no Jungle, estava sacramentado o começo do Roquenautas, nome que surgiu da idéia do Cunhado do Lucas o Eliton, que com um tempo se tornaria mais que um amigo.

Nesse dia Et nos prometeu que nos ajudaria a divulgar a banda e nos levaria pra um show com sua banda Induzidos em Descalvado, passado algum tempo muitas histórias, muitos risos e muitos ensaios, estreiamos tocando no aniversário do Lucas, tudo ocorreu de modo positivo e estavamos empolgados demais com nossa viagem.

Depois de uma semana sonhando como seria aquela primeira viagem, sonhando com os frutos que poderiamos colher, chegamos na casa do Lucas no sábado, dormiriamos lá naquela noite e partiriamos no domingo de manhã pra Descalvado.

Pra mim aquilo tudo seria uma realização, um menino que começou a cantar porque gostava de uma garota chegar á um nivel de tocar em outra cidade e tentar implacar uma fama, tudo isso não me deixaria dormir em paz naquela noite, eu estava anestesiado com tudo isso.

Dormimos amontoados na sala, eu e o Tico ficamos cada um em um sofá, enquanto Will, Kadú e Lucas badernavam em seus colchões, demorou pra pegarmos no sono, era um dia mega importante pra gente, seria a realização de um sonho e cada um tinha uma motivação especial e diferente.

No domingo de manhã apertamos todas as coisas na Kombi e partimos rumo á Descalvado, no meio do caminho foi aquela zoação, estavamos municiados com nossas câmeras e não deixamos fugir nenhum detalhe, paramos em Pirassununga pra registrar fotos pro Fotolog da banda, fotos, fotos e mais fotos embaixo do avião. Voltamos pra Kombi e partimos pra Descalvado animados.

Chegamos lá por volta de 11 horas e desembarcamos na casa da vó do Lucas, lá conheci a família desse bróder, Tio João pai da Luana é um sem noção que levava tudo na zoação, conheci a Thais a outra irmã da Luana e me apaixonei pelo carisma e pela simpátia dessa menina, sem contar que lá estava o Et e a Carolzinha amiga do Kadú que foi nossa companheira de viagem.

Almoçamos, andamos por Descalvado e relaxamos assistindo um dvd na casa da Luana, eu não desgrudava do meu mp3, sempre quando fico nervoso e tenso eu ouço Stone Temple Pilots, Velvet Revolver, Oasis e The Verve pra tentar relaxar e fico recluso pensando em pessoas que eu amava e que de algum modo me energizavam. Retornamos na casa da Vó do Lucas e nos preparamos pra passagem de som, e ficariamos lá no Clube até o momento que começariamos a tocar.

Chegando lá me encantei com o lugar, um clube aconchegante e depois que conhecemos o Canadinho e vimos seus equipamentos viriamos que esse dia iria ser foda. Todos estavamos ansiosos e foi ai que os problemas começaram.

O Kadú já se estranhava com a bateria do Juca que era do Induzidos, o Will me enxia o saco toda hora querendo tocar, o Tico estava tranquilo e preocupado com sua Julie, e o Lucas perderá sua pedaleira pois ligou em voltagem errada e queimou o equipamento, e eu preocupado com todos, isso me deixará abismado e achando que iriamos se dar mal. Na correria conseguimos resolver todos esses problemas.

Antes de começarmos a tocar nos reunimos dentro de um quartinho e cada expressou o que sentia, todos energizamos, rezamos um forte pai nosso e nos saudamos pra que nada de mal acontecesse. Nesse momento meu coração palpitaria a milhão, quando o Et gritou: - Chega aí Roquenautas! A galera cada um foi pra seu instrumento e eu fiquei por mais alguns instantes refletindo, quando começaram os riffs de Você me faz tão bem, respirei fundo bati em meu coração e cheguei correndo no palco, proclamei aos berros : - Salve Descalvado !

Senti um arrepio e um nervoso tremendo e comecei a cantar, olhava aquela galera junto ao palco e a adrenalina corria mais e mais no sangue, aos poucos a galera foi meio que se distânciando da gente, e eu percebi que não estava cativando e segurando o público  perto de nós, quando começamos a tocar Olhos Certos, por instante desabei ao chão e ajoelhei, essa canção representava muito pra mim, me veio a cabeça meu começo com o Coral e H6-12, me veio a memória a Bruna aquela garota que amava, parece que algo me preendia no chão, pensei em tudo mesmo que passará em minha vida e pensei no que eu queria me tornar com o Roquenautas, me veio na cabeça uma trajetória brilhante com a banda e as dificuldades que passaria, isso me deu um gás, me levantei e partimos pra outra canção, eu me motivei e olhei pro meus parceiros que estavam desanimados com o ocorrido, no meio de um solo eu cheguei e berrei pro Lucas: - Velho vamos curtir essa parada, se foda o resto ! Ai isso parece que contagiou ele que começou a se juntar com o Tico e com o Will pra detonarmos, a energia mudou e começamos a curtir sem o público mesmo, o Et vendo nossa vibe veio correndo e chamou a galera pra curtir.

Pós nosso show o Induzidos começou a tocar, nós voltamos aquele quartinho e meio que cada um sabendo o que o outro queria dizer nos olhares nos abraçamos e proclamos que foi bom, isso se limitou ai, e chamei a reponsa e disse: - Esse é nosso primeiro show é nosso começo, vamos pensar só no caminho que percorremos pra chegar aqui, isso já nos torna vencedores! Vamos lá e como sinal da nossa força vamos curtir o show dos caras.

Saimos do quartinho e fomos encontrar os familiares do Lucas que se tornaram nossa familia também recebemos muitos elogios, o que me deixava feliz pra caraleo era ver os caras de lá chegarem na gente e dizer que foi bom e que eles curtiram, tava triste mais realizado com isso.

Pra nossa surpresa no fim do show do Induzidos eles nos chamaram ao palco e cantamos novamente Outro Lugar, o Et me deu a liberdade de pegar o microfone e coloquei na galera preles cantarem, foi puta energia positiva, tava tão anestesiado que tropecei em uma caixa e cai, poucos viram esse mico. Mais foi sensacional.

Hoje eu gosto de lembrar desse episódio, me fez crescer muito não só como músico mais como pessoa, nunca imaginei que fosse tocar em outra cidade, com um equipamento foda e com pessoas que amava, isso me tornou um cara mais forte e que valoriza cada momento, ainda até hoje vem gente de Descalvado no meu orkut e no msn comentar sobre esse show, agradeço a todos os presentes naquele momento foda.

Tenho mó saudades de tudo isso !!!


 Energias Positivas e Eqilíbrio Constante sempre !!!

sábado, 9 de abril de 2011

"Submundo..."

Tô trancado anestesiado
Eu quero sair e aproveitar a noite
Não quero me preocupar
Quero ver pessoas, preciso dançar

Não aguento ficar aqui preso nesse mundo
Eu preciso de liberdade, quero voar
Essas luzes estão me cegando
Esse sentimento vai me sufocando

Meus olhos estão quase se fechando
Meu corpo dá sinais de cansaço
Meu raciocínio está mais lento
Tô me entregando

Mesmo assim eu quero sair
Quero me libertar, preciso de ar
A chuva cai mais nem ligo
O que preciso é de perigo

Mais aos poucos estou fora de órbita
As luzes estão se apagando
Me sinto tão longe, longe, longe
Meu corpo já não aguenta mais, mais, mais

Estou indo, peraê já estou desligando
Tô partindo, me desconectando
As luzes estão se apagando
Já não resisto mais...

quinta-feira, 7 de abril de 2011

"Enquanto houver..."

"Como é triste e dificil ver uma tragédia igual á essa que aconteceu  no Rio de Janeiro, mais isso não me espanta e não me faz insensível. Se esses casos de violência acontecem é porque nosso querido país planta e semeia isso aos montantes.

Pelo ocorrido um jovem ex aluno da escola invadiu o patrimônio e saiu alvejando quem quer que visse pela frente, insano e sem pensar nas consequências motivo por alguma revolta causou essa catastrofe.

Onde nasceu a raiz desse problema !? Claro tudo começou devido a nós, que se omitimos e deixamos o SISTEMA nos calar, a partir do momento em que escolhemos candidatos inexperientes, incapacitados e fajutos, estamos destruindo mais nosso país, eles passam 1 ano prometendo, e quando assumem o poder rapidamente se esquecem do que prometeram, fazem projetinhos meia-boca pra dar um status de que estão enagajados no trabalho e pra mídia não questionar tanto e assim o tempo passa.

Fico complexado com a base de uma Campanha Política, os mesmos sempre ressaltam Educação, Saúde, Moradia, Trabalho, Oportunidade a todos, mais isso é discurso hipócrita e barato, entra mandato, sai mandato e as coisas sempre são iguais. Não vamos negar que o país cresceu na Era Lula, conseguimos projeção internacional, conseguimos Olimpiadas, Copa do Mundo, dizem por ai que nessa década o Brasil é o país da moda e que os investimentos serão maior, não podemos discordar que isso será uma coisa fantástica, só que nosso querido Lula nesse seu 2º mandato esqueceu  de olhar um pouco pra dentro de sua casa, de fato o emprego aumentou significamente mais isso não justifica a falta de incentivo a educação, saúde, moradia. Infelizmente ainda vemos muitos desempregados, pessoas vivendo ao relento, e enjoamos de ver pessoas morrendo em filas de hospitais, sem negar que a violência aumentou.

Você sendo estrangeiro investiria em um país com tais problemas !? Eu ainda continuo achando que eles querem nossa Riqueza que é a fauna e nosso petróleo, já roubaram há 1500 anos atrás, porque não repetir a façanha agora !? Infelizmente o Brasil continua sendo muito ingênuo.

O governo e a sociedade não trata por igual as pessoas, nem todos tem as mesmas condições de igualdade, quem é rico sempre tem regalias, enquanto o pobre tem que se esforçar pra conseguir seu pouco, e os miseráveis ainda continuam amargando o leito maldito, e os negros sempre sendo discriminados por mais capacitados que sejem.

Não me surpreende um jovem ter entrado numa escola e ter assassinado vários inocentes, esse jovem pode ter diversos motivos pra fazer isso, ele pode ou não ter problemas mentais, ter tido ou não oportunidade na vida, mais ainda a culpa continua sendo nossa, só abrimos os olhos quando acontecem essas tragédias momentanêas, a midia vai ficar um tempão fazendo sensacionalismo e divulgando milhares de notícias, após o fato vai cair no esquecimento tais como Nardoni's, João Hélio's entre outros injustiçados pelo nosso gracioso sistema penal.

O fato é que não estamos nem aí com isso, ficamos chocados no momento, fazendo correntes de oração,  ajudamos no momento, e o pós como fica !? Somos um povo acomodado com o que não nos atinge, enquanto o problema não está em nossa casa, não nos afeta de modo direto "Que se foda", somos hipócritas e pensamos nesse nível, só levantamos nossa bunda da cadeira depois que um parente nosso é morto, ai questionamos, fazemos protestos, e criticamos tudo e todos, mais porque não mudar isso e criar essa consciência agora.

Eu ainda continuo admirando o Período da Ditatura, todos apanham, morriam, eram presos, mais lutavam por sua honra e pelo ideal de liberdade, liberdade que nos foi entregue hoje e que não nos importamos de que modo foi conquistada, hoje somos a sociedade dos criticos que tem medo de tomar chicotada nas costas e medo de encarar a verdade do modo que ela deve ser encarada. Somos os criticos via internet, que omitimos nossas opiniões e que não movemos nossos corpos e nossa liberdade pra cobrar mudanças.

Meus pesames a todas as famílias dos envolvidos na tragédia !!!

"Mude que quando a gente muda o mundo muda com a gente, a gente muda o mundo na mudança da mente, e quando a gente muda ninguém manda na gente, não há mal que não se mude nem doença sem cura, na mudança do presente a gente molda o futuro..."

Energias Positivas e Equilibrio Constante