domingo, 13 de fevereiro de 2011

"Pra dizer adeus..."

Você apareceu do nada
E você mexeu demais comigo
Não quero ser só mais um amigo
Você nunca me viu sozinho
E você nunca me ouviu chorar
Não dá prá imaginar quando
É cedo ou tarde demais
Prá dizer adeus
Prá dizer jamais

Às vezes fico assim pensando
Essa distância é tão ruim
Porque você não vem prá mim?
Eu já fiquei tão mal sozinho
Eu já tentei, eu quis chamar
Não dá prá imaginar quando
É cedo ou tarde demais
Prá dizer adeus
Prá dizer jamais

É cedo ou tarde demais...

Titãs

sábado, 12 de fevereiro de 2011

"Inconformismo de um Idiota..."

"Queria ao menos ser diferente um pouco do que sou, toda vez sempre me aparece alguém ao qual me interesso e vou atrás da pessoa, tento desvendar o email e consigo, tento achar o orkut, consigo, começo a conversar com a garota e o papo vai fluindo, a química rolando, tudo dando certo. Até que eis o dia que eu vou conhecer pessoalmente a garota.

Me preparo, tenho tudo planejado na cabeça, bato no peito e digo: "Sou foda !  Nada de errado vai acontecer hoje."

Eis que me surge aquela garota, loira linda, simpática com as amigas ao redor, você confia demais em seu taco, chega nela fala aquele Oi carinhoso, rola aquele abraço que sai faísca, nesse momento quem se importa com as amigas ao redor, o coração começa a falar mais alto que a razão. Tudo certo, você e ela começaram o papo, mais ai a "frouxidão" (termo utilizado para pessoas frouxas)  começa a aparecer, e em um piscar de olhos você fica mudo, pra não perder a moral diz pra ela que depois vocês conversam.

Você ((Desculpem o Pleonasmo, mais quando repito várias vezes esse você, refiro-me a minha pessoa)) fica na reta da garota, e de longe só vai perseguindo ela com o olhar, quando passa ao lado ela fica te olhando e dando aquela moral, ai nos vêem a cabeça: "- Porra agora vou tirar o atraso, mais 5 minutinhos chego nela, mando o papo reto e direto e meto aquele golaço", ai você passa por ela, uma, duas, três, quatro vezes, e nada de chegar nela.

Passado algum tempo você se enturma com a galera e não consegue tirar os olhos dela, e a corajem vai diminuindo, mais você quer chegar nela e demonstrar tudo o que sente, ai entra a razão no lugar do coração, vamos pensando em coisas do tipo: "Será que ela vai gostar de mim !? O que será que falo !? O que faço !?"

E o tempo passando e sua gata esperando você chegar nela, mais como você é um otário e "cagão" tú fica com o "cú na mão" e acredita que ela vai chegar em você mais não é assim que funciona, mulher quer atitude, mulher quer que o cara se rasteje diante dela, e nunca na vida uma mulher vai chegar em você e dizer: "Me beije !"

Depois que você descobriu toda a verdade sobre esse parágrafo acima, você enfim bate no peito, puxa aquele ar e vai na direção de onde ela estava, com o pensamento positivo de que vai dar certo.

Chegando lá cadê a gata? Onde ela foi ? Será que eu ainda encontro ela? Você começa a rodar o recinto inteiro, procura de lá, procura de cá e nada da garota, tradução ela cansou de esperar um covarde igual a você, ela te espero chegar a noite inteiro e estava morrendo de curiosidade pra saber o que você tinha a oferecer a ela, só que como você é um "pé no cú" que mais fala do que age, tú fica a noite inteira querendo chegar e não chega, a gata se cansa e vai embora.

Pós isso a depressão começa a bater e tú começa a ver a merda que fez, ai chega em casa entra no maldito msn esperando que ela esteja online pra você tentar jogar a responsabilidade nela, e ela só vai ver perceber que você é um frouxo, que só sabe falar e não tem atitude nenhuma.

E a situação era perfeita e não tinha erro nenhum, enfim perdi a gata pra mim mesmo, tudo isso porque sou um Zé Roela que estufa o peito e bate no mesmo exalando confiança, mais quando é pra resolver o problema foge da raia...

Obrigado, sou um pipoqueirozinho de merda, um falastrão que perdeu a garota porque não tem atitude.

Eu precisava desabafar, e me torturar porque se não ia ficar com essa merda na cabeça, e também pra quando eu vir aqui e ler de novo esse post essa merda vai mostrar que hoje eu sou um covarde, e talvez faça eu mudar de postura...

Obrigado pela atenção..."

domingo, 6 de fevereiro de 2011

"Tempo ao tempo..."

“Ando meio que ausente desse espaço pela complexa falta de tempo e de idéias um pouco para postar. Ultimamente andam acontecendo muitas coisas ao meu redor e ando tentando definir novas metas para minha vida.

Ainda continuo em férias da faculdade, mais o futuro já me assombra e começa a bater a porta, por ser o último ano de Gestão em Marketing me vem à cabeça o que fazer depois. Penso em múltiplas alternativas, fazer um MBA em Marketing, ser radical e partir pra Psicologia porque é uma coisa que eu admiro demais ou até pensei em fazer Educação Física pela paixão que eu tenho por esportes. Literalmente não sei qual caminho seguir.

Quando optei pelo Marketing em 2008 não tive muitas escolhas, pois havia perdido o Enem por uma tremenda besteira, e iria prestar UNESP com meus amigos, mais a galera prestou sem êxito algum e eu não me senti tão preparado e resolvi deixar pra lá essa idéia, não me via preparado pra enfrentar uma maratona de provas, também não tinha estudado o suficiente pra competir com os outros vestibulandos.

A solução rápida que me apareceu foi prestar o vestibular pra Marketing na Anhanguera, pois naquele momento era algo mais acessível que eu tinha. Não me arrependo da escolha, já se foram 2 maravilhosos anos que aprendi muita coisa e todo conteúdo adquirido não será desperdiçado em vão, mais chegando a esse último ano, venho analisando que não é esse o caminho por qual devo escolher ou seguir carreira, almejo algo melhor e mais prazeroso.

Hoje enfim as duvidas começam a bater em minha cabeça depois de 2 anos, me sinto aquele garoto que está em final de colegial e não sabe por qual carreira seguir, talvez minha entrada precoce na faculdade tenha me ajudado muito, adquiri uma maturidade incrível e aprendi que a faculdade é um lugar foda, você tem que aprender a escolher bem seus companheiros e ir acompanhando todo o conteúdo, e a diferença significativa é que você tem que ir evoluindo e aprendendo a organizar seu tempo pois a faculdade te exige maior tempo de estudos e reflexões do conteúdo adquirido.

No primeiro ano tudo era novidade, pessoas novas, conteúdos novos, me adaptei fácil, no começo estava sempre a vontade e com uma empolgação pra ir estudando mais depois o tempo vai te desgastando e você vai perdendo aquele ritmo. No segundo ano já um pouco mais experiente fui acompanhando bem o conteúdo, mais a empolgação de sempre não era mais a mesma, foi começando a nascer aquele pensamento Do que ? Como ? Onde? E Porque? Mais nada que alteração demais a rotina.

Agora é o último ano,  vem uma bateria enorme de trabalhos, preocupações e tudo mais, estou preparado, apesar de confuso de qual caminho seguir posterior a isso, mais como eu tracei uma meta no fim de 2008 vou me graduar agora e ainda tenho tempo pra pensar no que fazer depois, uma coisa é certa, não dá pra parar de estudar...

Dúvidas e mais dúvidas: “ O tempo indicará os caminhos a seguir e me trará as respostas esperadas...””

Energias Positivas e Equilíbrio Constante sempre !!!!